BlogBlogs.Com.Br Naftalina - Porque a paixão esteve muito tempo guardada: Abril 2007

segunda-feira, 9 de abril de 2007

Sete luzes...


Desde que fiz o Naftalina, o AFC só me presenteou com partidas ruins. Se estou escrevendo hoje, é porque daqui há 5, 10 anos, quero re-ler minhas experiências, e como gosto de escrever também pra mim é ótimo. Mesmo nas derrotas.
E na páscoa, o chocolate foi garantido. Mas não quero falar sobre esse jogo contra o Flamengo.
Quero vislumbrar o segundo semestre, por incrível que pareça já absorvi a campanha ruim da Taça Rio. Na verdade já sabia que o time iria perder nesse jogo, por isso nem fui, eu que fui em todos do Carioca e Copa do Brasil.
Para a Série C temos um cenário sombrio, como sempre. Mas surge uma Copa Rio que me fez pensar... Se está programada para tal time, eu não sei, nem quero saber. Os bastidores do futebol me entristecem. Mas vendo um jogo do Guarani pela segunda divisão paulista no sábado de aleluia, idéias pipocaram na minha cabeça. O time que vencemos na final da Copa dos Campeões de 82 está numa situação parelha à nossa. Sem dinheiro-prestígio-rumo, o bugre teve que apelar. Eu acompanho o futebol, de todo o lugar. Gosto de tentar fazer análises dos esquemas, das variações, dos estilos de jogo.
E com a Série A2 de São Paulo não é diferente. Desde a primeira rodada, acompanho a competição e pude ver a subida de produção do time. No primeiro jogo, contra a Portuguesa, um time ridículo, que começou ganhando o jogo e deixou a Lusa virar, acabando numa goleada. E foi assim até no meio da fase de classificação. Quando surgiu uma luz. Na verdade, sete luzes.
Sete jogadores da base foram promovidos. Os sete viraram titulares. O Guarani das posições que o rebaixariam para a A3 de SP, foi levado ao G8 que o levará à Primeirona estadual.
E como isso? Seriam as divisões do Guarani melhores que as nossas? Creio que não. Pois o que esses meninos mostram para a torcida do Guarani é: Vontade, Vontade, Raça. E no jogo de sábado aconteceu isso. São José 2x2 Guarani. Nosso Ronaldo do time junior cairia muito bem no time bugrino, que não tem um 10 tão bom quanto o nosso 10.
Se não temos dinheiro para formar time de qualidade, formemos times de raça e vontade. E só na base, mesmo sendo abandonada que é, poderemos encontrar isso. Que a Copa Rio sirva de laboratório e amadurecimento para o novo time do AFC. Já até imagino, um time com Valber e sete meninos.
A base para as sete luzes.
Vou tentar arranjar algum meio de contato com a diretoria ou quem quer que seja. Parado não
vou ficar.
Saudações Rubro-americanas
[Ah... se nos confirmarmos na Série C, claro.]