BlogBlogs.Com.Br Naftalina - Porque a paixão esteve muito tempo guardada: Fevereiro 2007

sábado, 24 de fevereiro de 2007

Que estréia...


...do blog!


Escolhi o sábado para abrir os trabalhos do Naftalina Rubra. Não contava com esse péssimo resultado.

No primeiro tempo, tudo azul... Digo! Tudo vermelho... Jogamos bem, dava pra sentir o clima de confiança em cada um dos poucos mais de 2.000 rubros que compareceram ao assalto coletivo que virou um jogo de estadual.

No segundo tempo, vi o mesmo filme que um ano atrás, contra o Botafogo na final da Taça GB06. Mas fiquei até o final, não por acreditar numa virada, mas pelo desânimo de voltar pra casa...


Já aponto um vilão nessa história. E é a bola! Visivelmente e escandalosamente torcedora do time adversário!

O teste é esse:

Amarelo da bola: #EDF375
Amarelo do uniforme: #EDE329


Lamentável...
[]'s rubros.

domingo, 11 de fevereiro de 2007

Vai começar a festa!!!

Este post aí de baixo foi um "revival" de um texto que eu fiz para o campeonato carioca de 2006. Foi pra textar o novo blog e também pra eternizar ainda mais a minha paixão pelo AFC carioca
Dá-lhe... Dá-lhe!

- " Rio Maracanã transborda com as fortes chuvas"

Era a notícia no telejornal. Domingo chato esse que não tem Sol! Pra mim pouco importava, eu queria ver futebol. No ritual de sempre, acordei tarde pra variar... dei uma fuçada na comunidade rubra no orkut e fui pra rua com a camisa vermelha no corpo, chaveiro do escudo no bolso, fitinha de Nossa Senhora das Graças no pulso, como sempre, em mim vão reparar! De toda a rua, sou o único! Por incrível que pareça, não sou zuado, acho até que sou respeitado por minha paixão declarar. Dou Bom Dia ao cavalo e ao dono do ponto de vãs, de costume ele grita "Sangue!" e como de costume beijo o pavilhão... No ponto de ônibus encontro um americano, mas experiente na idade, não no sonho!

- " Dois americanos juntos, é torcida organizada?"

- " É bom gosto meu caro, não somos torcedores de faixada!"

Respondido o trocador, sentei lá no fundo. 266 safado, caindo aos pedaços, motorista lento, só chegarei na final de quarta, se ele chegar... No caminho passa um filme. Não foi indicado pelo "Oscár", mas tem eu selo de qualidade. Na primeira parte do longa-metragem, duas derrotas seguidas. Fantasma do piscinão das Lamentações volta assombrando os Diabos torcedores.

- " Chama o Dé enquanto há tempo!"

Mal sabíamos nós, o que o destino nos guardara...
3 + 3 + 3 = Liderança do grupo com nove pontos! Que venha o camarão dos Lagos!
A massa vermelha sai da toca, se enche de orgulho, " LOTA " o Maraca, dentro de nossas possibilidades. Que jogo! Que jogo! Que jogo! Haja sistema nervoso, haja lágrimas! Tudo é sofrido para os vermelhos, mas passamos. Domingo eu fui ao Maracanã enfrentar o Botafogo!

- "PENALTI!!!!"

A Regra é clara e a arbitrariedade também... Conjuguemos o verbo "SE", do pretérito inexistente! "Se isso... Se aquilo... Se fosse..."

- "Edilson! Edilson! Edilson! "

- "Não, Edilson é até elogio. É sinônimo de bom juiz. Bom juiz é aquele que cumpre o que a
Federação manda! Chama ele de petista, aí ele ficará ofendido!"

Aí começa a Taça Rio!

Vence uma, vence duas. É o Baile do Diabo, que virou cinzas na quarta-feira... Empata uma, Empata duas! "Dias" melhores vieram.

- " Clássico da Baixada é uma ova, nunca jogamos contra eles! " - Fala o saudosista torcedor!

O Vermelho em São Januário brilha, ofusca o Sol... Pimenta neles, estamos na semi-final! O Filme termina na mesma hora que eu vejo o ponto onde eu ia descer passar. Não é novidade, pelos menos não parei na Rodoviária... Já na bilheteria brinco com o bilheteiro:

- " Pô, cheguei atrasado, tem um ingresso pra mim? "

- " Tem 15mil sobrando, pode escolher se quiser. "

Com certeza era um botafoguense e devia tremer no lado de dentro vendo minha camisa vermelha, lavada com Omo, já que Ace deixa mais branco e a não quero desbotada! Adentro o recinto.

"Ih, chuveu... o Maraca é meu, todinho!"

Pensei comigo mesmo. Os diabos chegam aos poucos. A nova faixa é desenrolada. O Camisão é esticado. A Emoção dublicada! Cantando o hino me lembro do terceiro segredo de Fátima: América Unido Vencerás! Mas aos 6 minutos, silêncio ganha da euforia... Clima de Hospital entre os rubro-arquibaldos...

- " Dá-lhe, dá-lhe, dá-lhe Sangue!"

É o animador "oficial" da torcida, com bandana na cabeça, batendo palmas! Sempre olho pra ele nos momentos em que o time não está bem e sempre encontro em sua fisionomia esperança e a expressão de otimismo. Um dia ainda vou perguntar o nome dele...

Apita o juiz!

Apita de novo o juiz!

-" Hã??? "

13 segundos? Em 13 segundos eu consigo fazer no máximo contar 13 segundos! Em 13 segundos aprendemos a tomar outro banho de água fria!

- " Dá-lhe, dá-lhe, dá-lhe Sangue!"

De novo aquele homem... Já não mais consegue levantar a galera.

- " Já entregaram o jogo! " - Grita um torcedor lá no fundão

- " Temos 44 minutos e 47 segundos ainda! " - Retruca o senhor na minha frente!

- " Bruuuuuuno... Bruuuuuno... Bruuuuno!" - Grita a torcida lá na frente

Juro, tinha gente do meu lado gritando "Buuuuuurro". No final, tudo se misturou! Maciel entra, Maciel corre, Maciel grita, Maciel corre de novo, Maciel recebe a bola, Maciel sofre o Penalti!!!!!

- " Ehhhhhhhhhhhhhhhhh... " - Grita a galera

- " Ehhhhhhhhhhhhhhhhh... " - De novo, era gol!

- " Ahhhhhhhhhhhhhhhhh... " - Era gol, de novo contra nós...

37 minutos, não dá mais tempo. Briga na arquibancada? Sim, entre torcedores rubros. Tá tudo errado... Pessoas se levantam, as bandeiras não tremulam mais. Os apitos não ensurdecem. Só se ouve lamentos. Chegamos perto, muuuuuito perto. Ótima campanha. Reações adversas na torcida. Pra mim, meu 2006 foi coroado! Vi um TIME jogar bem. Senti a EMOÇÃO me contagiar nos jogos. Participei do RENASCIMENTO da torcida rubra. Sonhei com o TÍTULO. Nem nos meus pedidos mais otimistas de Ano Novo eu imaginava viver a experiência de ser um torcedor por completo. Não aquele que fica feliz em só vencer nosso eterno freguês urubuzento ou simplismente ficar feliz por não ter sido rebaixado.

É BRIGAR por uma boa campanha...

O primeiro semestre já acabou pra mim. Não veio o título, mas veio a certeza de poder brigar por ele! Daqui à alguns meses, mas precisamente no dia 16 de Julho, verei novamente os mesmos rostos nas arquibancadas dos jogos do América. E junto com eles, gritarei:

DÁ-LHE...DÁ-LHE...DÁ-LHE...SANGUE!!

DÁ-LHE...DÁ-LHE...DÁ-LHE...SANGUE!!

DÁ-LHE...DÁ-LHE...DÁ-LHE...SANGUE!!

SEREMOS CAMPEÕES!!!!